Whatsapp Melasma: o que é e como gerenciá-lo | Dra. Joise Wottrich
Compartilhe:

Melasma: o que é e como gerenciá-lo

As causas mais comuns de manchas na pele são, na maioria das vezes, resultado de danos causados pelo sol ou cicatrizes de acne.  Existem muitas opções eficazes para tratá-los e, geralmente, a pigmentação pode ser bem eliminada com o tratamento adequado.  Mas e se a sua pigmentação for melasma?  E como você sabe?  O melasma é um tipo de pigmentação geralmente causada por flutuações hormonais – daí o apelido de “máscara da gravidez” – que forma um véu de cor mais escura sobre o rosto com manchas de pigmentação agrupada. Devido à sua natureza hormonal, o melasma é muito mais comum em mulheres e também é mais provável que você desenvolva melasma se tiver pele escura. Normalmente, o padrão de pigmentação é difuso e quase parece que a pele está manchada. É diferente das manchas solares, que geralmente têm um diâmetro menor com bordas distintas.  A pigmentação do melasma também piora com a exposição aos raios ultravioleta e, portanto, os pacientes costumam dizer que o pigmento piora no verão e melhora no inverno.  

Por que o melasma é tão difícil de tratar?

O melasma tem a reputação de ser mais difícil de tratar do que outros tipos de pigmentação, o que não é uma boa notícia para quem o possui, principalmente porque pode ser muito perceptível no rosto. É uma condição da pele que pode nunca desaparecer completamente, então você precisa encontrar uma maneira de conviver com ela.   Existem vários fatores que podem desencadear sua hiperatividade, incluindo alterações hormonais, exposição ao sol e certos medicamentos. Como as células já estão hiperativas e preparadas, não é preciso muito para que produzam melanina em excesso como resposta. Também não ajuda que esse tipo de hiperpigmentação geralmente seja encontrado em bolsas profundas e teimosas na pele, por isso não é tão fácil de alcançar e remover. O primeiro passo no tratamento do melasma é fazer com que os pacientes comecem a usar inibidores de tirosinase tópicos como parte de sua rotina de cuidados com a pele. Esses ingredientes funcionam essencialmente interrompendo o processo de formação de melanina na pele e precisam ser usados a longo prazo para manter essas células dormentes. Outros cuidados com a pele devem incluir clareadores de pele como vitamina C, arbutina, extratos de alcaçuz, ácido azelaico, retinóis e uma série de outros ingredientes que podem ajudar a clarear a pigmentação. Os cuidados tópicos com a pele levam tempo para funcionar e não são uma solução rápida, e é por isso que devem ser combinados com tratamentos específicos na clínica para realmente começar a controlar o melasma.

Os melhores tratamentos para melasma: Peelings químicos, microagulhamento e lasers fracionados são geralmente considerados os ajustes mais eficazes para o melasma. Peelings químicos e microagulhamento podem ajudar a retirar esse tipo de pigmento, assim como os retinóides. Uma palavra de advertência sobre os lasers - Embora os lasers possam destruir o pigmento pré-existente, eles podem ser outro gatilho para essas células hiperativas, por isso que os lasers podem causar hiperpigmentação rebote no melasma.  Se dispositivos a laser e à base de luz estão sendo usados no melasma, eles precisam ser usados com cautela e sempre junto com cuidados médicos para a pele em pacientes com melasma. O ácido tranexâmico funciona para interromper os caminhos na pele que criam melanina e, portanto, o pigmento na pele. Ele é normalmente prescrito por via oral ou tópica, e também por injeções intradérmicas em casos selecionados.

Gerenciando o melasma:  O ponto principal do melasma é que ele não pode ser completamente eliminado, mas pode ser gerenciado com muita eficácia e, principalmente, mantido sob controle com tratamento adequado. Isso também significa comprometer-se a minimizar a exposição às coisas que você sabe que desencadeiam seu melasma – fazendo com que ele produza mais pigmento – como calor direto de saunas, exercícios em ambientes externos, etc., e certos medicamentos, como a pílula anticoncepcional oral (claro, fale com o seu médico antes de parar ou mudar qualquer medicamento).  O maior gatilho, de longe, é o sol. Bons hábitos de proteção solar são fundamentais. A aplicação repetida de FPS 30-50 de amplo espectro durante o dia, óculos escuros e um chapéu de aba larga. Evitar a exposição direta ao sol completamente durante o dia é melhor, mas nem sempre é possível.  Uma rotina de cuidados com a pele de nível médico prescrita por um profissional de forma contínua, é a chave para obter - e manter - um controle sobre o melasma: 'Cuidados tópicos consistentes com a pele são essenciais para ajudar a manter o melasma sob controle. Pode haver melhora a longo prazo, mas muitas vezes a pigmentação do melasma se recupera.

Melasma é difícil de tratar, mas você pode lidar com isso.
Minimize e gerencie-o a longo prazo com a rotina certa de cuidados com a pele de nível médico.

POR: Dra. Joise Wottrich


CONTEÚDOS RELACIONADOS:

Alimentos essenciais na reposição hormonal na menopausa

Alimentos essenciais na reposição hormonal na menopausa

Uma alimentação balanceada e adequada pode auxiliar na reposição hormonal das mulheres durante a menopausa. Isso ajuda a prevenir efeitos indesejados, como a flacidez e a perda de colágeno. Aqui, eu te explico quais são os alimentos essenciais nesse período.

Veja mais
As mulheres na pós-menopausa tem queda de cabelo

As mulheres na pós-menopausa tem queda de cabelo

Mais da metade das mulheres na pós-menopausa tem queda de cabelo

Veja mais
A nossa alimentação pode influenciar na qualidade do sono

A nossa alimentação pode influenciar na qualidade do sono

A insônia ainda perturba boa parte dos indivíduos. Estudos recentes demonstram relações da nossa alimentação e nosso sono.  Saiba quais são os alimentos que mais prejudicam o nosso descanso e as pessoas mais afetadas por essa questão.

Veja mais
Developed by Agência Jung